Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

fado positivo

Porque não estamos condenados a ver sempre o copo meio-vazio, aqui só se destaca o copo meio-cheio

fado positivo

Porque não estamos condenados a ver sempre o copo meio-vazio, aqui só se destaca o copo meio-cheio

Eurostat:

Dizer que se paga 40% de IRS é dizer pouco, quando podemos fazer vários descontos.

Dizer que o IVA mais alto é 23% é dizer pouco se houver muitos produtos e serviços a pagar outras taxas.

Uma coisa são as taxas de impostos que existem em teoria, e outra coisa é o imposto que é realmente pago em média. Para distinguir um do outro, o Eurostat calcula a taxa de imposto implícita, ou seja a taxa que realmente pagamos. É esta que importa comparar.

E neste âmbito, o Eurostat não deixa dúvidas: os portugueses são dos que menos pagam impostos em toda a União Europeia.

Em 2009 (últimos dados disponíveis), a taxa implícita do imposto sobre os rendimentos do trabalho foi de 23,1%, os segundos mais baixos de toda a Europa, apenas atrás de Malta. A média europeia foi de 32,9%.

O mesmo se passou com os impostos sobre o consumo. Apenas os gregos e os espanhóis pagaram menos que nós: Portugal teve uma taxa implícita de 16,2% contra uma média de 20,9% na Europa.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.