22
Fev 18

Endividamento das famílias portuguesas abaixo da média europeia

endividamente famílias.png

Fonta: Eurostat

No dia em que se soube que o endividamento do Estado caiu a pique, o Eurostat publica dados sobre o endividamento das famílias europeias. Ora, o endividamento das famílias portuguesas está abaixo tanto da média europeia como da Zona Euro, isto em percentagem do PIB (tendo em conta portanto o diferente nível de riqueza criado). Os dados absolutos, em euros, mostrariam uma situação ainda melhor das famílias portuguesas.

Aliás, há outro dado interessante. Se olharmos para o endividamento líquido, subtraindo a riqueza da família do valor da dívida (o que dá uma melhor ideia do peso que a dívida tem nas finanças pessoais), as famílias portuguesas ficam bem melhor que a média.

publicado por Miguel Carvalho às 13:28 | comentar | favorito
16
Jan 18

Portugal volta a subir e entra nos 10 países mais livres do mundo

Freedom House:

O relatório anual da Freedom in the World de 2018 foi publicado recentemente pela Freedom House. No mais respeitado ranking da liberdade a nivel mundial entram considerações como liberdades políticas, liberdades civis e direitos democráticos. Portugal voltou a subir e está agora nos 10 países mais livres do mundo. O ano passado já tinha subido de 15º para 13º, e agora sobe de 13º para 10º.

Com uma pontuação de 97 pontos fica à frente dos 95 da Bélgica, os 94 da Áustria, Alemanha, Espanha e Reino Unido, os 91 da Holanda, os 90 da França, os 89 da Itália e os 86 dos EUA.

publicado por Miguel Carvalho às 15:01 | comentar | favorito
07
Dez 17

Carga fiscal volta a baixar em Portugal, contrariando e afastando-se da média europeia

Eurostat:

O peso dos impostos na economia nacional voltou a recuar em 2016 de acordo com os últimos números do Eurostat. Em 2016 este peso ficou nos 36,9%, afastando-se ainda mais da média europeia. Esta média ficou agora nos 40,0% tendo subido em relação aos 39,7% de 2015.

Se compararmos com a Zona Euro, Portugal fica ainda mais abaixo da médio. É que os países da zona euro cobram em média 41,3% do PIB em impostos e taxas.

carga fiscal.png

 

publicado por Miguel Carvalho às 12:10 | comentar | favorito
11
Out 17

Aeroporto de Lisboa entre nos 20 mais movimentados da Europa

Eurostat:

Foram hoje publicados os dados do número de passageiros nos aeroportos europeus em 2016. O relatório destaca tanto Portugal, como Lisboa, como sendo dos países/aeroportos que mais cresceu de 2015 para 2016. Portugal foi o 6º país que mais cresceu, e o Aeroporto da Portela foi o 4º aeroporto que mais cresceu com mais 11,7% de passageiros.

Com esta subida Lisboa saltou do 21º para o 19º aeroporto mais movimentado da Europa, tendo ultrapassado Berlim (Tegel) e Bruxelas.

publicado por Miguel Carvalho às 15:19 | comentar | favorito
tags:
02
Out 17

Portugal com das maiores quedas de desemprego na Europa

desemprego.png

Eurostat:

Portugal teve das maiores quedas na taxa de desemprego na UE de agosto de 2016 para agosto de 2017. Enquanto na Zona Euro o desemprego caía 0,8 pontos percentuais, e 0,9 pontos na UE28, Portugal teve uma queda de 2,0, correspondendo a quase 100 mil pessoas que saíram do desemprego.

O resultado está visível no gráfico: Portugal depois de anos acima da média, tem agora uma taxa de desemprego abaixo da média da Zona Euro.

publicado por Miguel Carvalho às 17:03 | comentar | favorito
20
Jul 17

Défice português abaixo da média europeia

Eurostat

Segundo o Eurostat o défice português no primeiro trimestre de 2017, tendo em conta a sazonalidade de receitas e gastos, foi de apenas 0,5%. Este valor é metade da média europeia que foi de 1%. Neste 1% nem estão incluídos vários países que têm tido défices altos, como Grécia, Espanha e Itália, por falta de dados.

publicado por Miguel Carvalho às 11:13 | comentar | favorito
tags:
09
Nov 16

Mais 59 mil empregos, de um trimestre para o outro

INE:

Segundo o INE, o desemprego em Portugal continua a cair rapidamente. Do 2º para o 3º trimestre a economia portuguesa tem mais 59 mil pessoas empregadas. E isto são números líquidos, ou seja é o número de pessoas que passou a ter emprego, menos as que o perderam. A taxa de desemprego ficou então nos 10,5%, valores que já não eram vistos há 7 anos.

publicado por Miguel Carvalho às 14:25 | comentar | favorito
26
Ago 16

20,2% dos desempregados portugueses encontraram emprego - quarto valor mais alto na UE

Eurostat:

Segundo dados acabados de publicar do Eurostat, Portugal foi o país europeu com a quarta maior percentagem de pessoas a conseguirem sair do desemprego no primeiro trimestre de 2016 (últimos dados disponíveis). 20,2% das pessoas que se encontravam em situação de desemprego no fim de 2015, tinham emprego no fim do 1º trimestre de 2016. Este foi o quarto valor mais alto na UE, onde a média foi de 15,4%, com Grécia a ter apenas 4,3%, Espanha 16,1% e Itália 12,8%.

publicado por Miguel Carvalho às 12:14 | comentar | favorito
22
Fev 16

A probabilidade de um desempregado encontrar emprego é maior em Portugal, do que na média europeia

Eurostat:

O Eurostat começou recentemente a publicar relatórios sobre o estado do desemprego nos vários países da UE, e o último mostra um quadro positivo para os desempregados portugueses. Do 2º para o 3º trimestre de 2015 (os últimos dados disponíveis), 17,9% dos desempregados europeus conseguiram sair do desemprego. Este número foi maior em Portugal, cerca de 19,8%. Ou seja, foi mais fácil sair do desemprego em Portugal do que na média europeia.

Há ainda outro dado positivo; enquanto 16% dos desempregados portugueses, deixaram de ser considerados activos (seja por terem desistido de procurar emprego, seja por já não trabalharem há um logo período), este número foi mais alto na UE28 com 19,4%.

publicado por Miguel Carvalho às 14:43 | comentar | favorito
tags:
28
Dez 15

Portugal com o maior salto educacional entre os países ricos

OCDE:

Com umas semanas da atraso, aqui fica um resumo das boas notícias que a OCDE deixa sobre Portugal no seu Education at a Glance: OECD Indicators 2015.

  • Portugal teve o maior aumento intergeracional do nível de educação entre todos os países desenvolvidos (membros da OCDE).
    The increase in educational attainment between the generations in Portugal is the highest across OECD countries. Among those aged 55 to 64, only 23% attained at least upper secondary education but the rate jumps to 65% among 25-34 year-olds.
  • A probabilidade de estar desempregado desce muito com a educação do trabalhador.
    In 2014, the unemployment rate for 25-64 year olds with below upper secondary was 14.8%, for those with upper secondary was 12.6% and
    was at 8.9% for those with tertiary education.
  • Portugal é dos países onde mais vale a pena estudar em termos de rendimento.
    Portugal has a very high earnings premium for tertiary education. Men and women in Portugal who have attained tertiary education earn, on average, 68% more than those with only upper secondary education.
  • Os professores são uma classe profissional bem paga em Portugal relativamente às outras classes.
    On average pre-primary and primary teachers are paid well above OECD average.
  • Portugal tem dos melhores rácios do número de professores por alunos.
    Student-teacher ratios in Portugal are, on average, smaller than in other OECD countries. There are 13 students per teacher in primary education, compared with an OECD average of 15 and in secondary education the ratio is 9:1, compared with an OECD average of 13:1.
publicado por Miguel Carvalho às 19:16 | comentar | favorito