19
Jan 12

Lisboa é a capital europeia com menos homicídios

Eurostat:

Há um ano, Lisboa tinha levado a Prata como a segunda capital europeia com menos homicídios por habitante (descontando a pequeníssima capital de Malta com 6 mil habitantes). Mas no relatório do Eurostat sobre crime publicado hoje, a capital portuguesa leva o ouro. Com apenas 0,48 homicídios por cada 100 mil habitantes no período 2007-2009 (o Eurostat faz a média de três anos para evitar flutuações), Lisboa fica à frente de todas as outras capitais em termos de segurança. Bruxelas tem 3,09, Berlim 1,93, Londres 1,92 e Vilnius 7,9 - 20 vezes mais do Lisboa.

A taxa de homicídio no país em geral também nos deixa numa boa posição. Com 1,38, ficamos longe dos 8,31 da Lituânia, e 5,74 da Estónia e melhor que Bélgica, Dinamarca, Irlanda, Finlândia, etc.

publicado por Miguel Carvalho às 16:56 | comentar | favorito
tags:
06
Out 11

Lisboa, a grande cidade mais segura do mundo

ONU

 

Os dados oficiais sobre crimes são muitas vezes vistos, e bem, com desconfiança. Quantos assaltos, roubos a casa, até violações, não são declaradas à polícia todos os anos? Por isto há essencialmente dois tipos de dados sobre crimes a que eu costumo dar atenção: taxas de vitimização (inquéritos feitos aleatoriamente onde se pergunta se uma pessoa foi vítima de algum crime, não se põe portanto o problema de não haver declaração) e dados oficiais sobre homicídios porque, salvo raríssimas excepções, os homicídios são sempre declarados à polícia, dada a sua natureza.

No primeiro caso, Lisboa tem excelentes resultados tendo a menor taxa de vitimização na Europa, como já escrevi aqui.

 

Para o segundo caso, saíram há dias dados da ONU no seu Global Study on Homicide. A ONU pega na maior cidade de 112 países diferentes, e calcula a taxa de homicídios (número homicídios por número de cidadãos). Lisboa tem a taxa mais baixa de todo o mundo! E está lá Tóquio, Oslo, Helsínquia, Amesterdão, Berlim, Auckland, Toronto etc. e todas essas cidades que julgaríamos mais seguras que Lisboa.

 

Portugal no seu todo também se safa bastante bem. Com uma taxa de 1,2 homicídios por cada 100 mil habitantes, fica melhor que Canadá, Chile, Finlândia,Bélgica, França, Luxemburgo, Nova Zelândia, etc. e empata com Irlanda, Reino Unido e Austrália.

 

publicado por Miguel Carvalho às 15:04 | comentar | favorito
tags:
06
Dez 10

Portugal tem das taxas de homicídios mais baixas da Europa

Eurostat:

Sabe o que têm Bélgica, Dinamarca, Irlanda, França, Luxemburgo, Finlândia, Inglaterra e Escócia em comum no que toca à criminalidade em 2008? Todos tiveram taxas de homicídios mais altas que Portugal.  O nosso país, com 1,17 homicídios por 100 mil habitantes em 2008, mostra assim que é dos mais seguros da Europa (logo do Mundo), no que toca a um tipo de crime que dificilmente não é registado pela polícia. Apenas 8 países tiveram resultados melhores, e há países onde esta taxa chega aos 8, como a Lituânia.

O relatório analisa mais tipos de crimes, mas dado que as definições mudam de país para país e dado que os pequenos delitos não são muitas vezes dedicados à polícia, não dou grande importância aos bons números que Portugal apresenta. Nem aos dos outros, obviamente.

publicado por Miguel Carvalho às 23:36 | comentar | favorito
tags:
30
Nov 10

Lisboa é a segunda capital europeia com menos homicídios por pessoa

Eurostat:

As estatísticas da criminalidade são muitas vezes consideradas pouco fiáveis porque nem todos os crimes são declarados à polícia. Isto é especialmente verdade nos pequenos roubos e na violência doméstica, por exemplo. Contudo há dois tipos de dados, que eu diria que não têm este problema. Um são as taxas de vitimização, onde são feitos inquéritos aleatórios às pessoas que são perguntadas se sofreram algum tipo de crime, independentemente de o terem declarado ou não. O outro tipo, são os números dos homicídios, porque custa a crer que haja muitos homicídios que não sejam declarados às autoridades. Sobre os primeiros eu já mostrei estatísticas neste post*, hoje há dados do Eurostat sobre os segundos.

 

Se não contarmos com La Valletta, a pequeníssima capital de Malta com apenas 6000 habitantes e onde não houve homicídios nos últimos três anos, Lisboa fica em segundo lugar nas capitas da UE com menos homicídios por habitante. Lisboa teve 0,64 homicídios por cada 100 mil habitantes nos anos 2006 a 2008, apenas atrás de Liubliana. Bruxelas teve 3,20, Londres 2,17, Oslo 1,76, Helsínquia 2,01, Amesterdão 3,14, etc.

 

Voltarei a este relatório que tem vários dados positivos sobre Portugal.

publicado por Miguel Carvalho às 14:25 | comentar | favorito
tags:
27
Out 10

Portugal é o 26º país mais próspero do mundo

O Legatum Institute publicou o seu índice de prosperidade de 2010 (dados de 2008), onde Portugal fica em 26º a nível mundial, ficando log a seguir a Espanha e Itália (23º e 25º) e à frente da Coreia do Sul, Israel, Chile, Grécia, Hungria, etc.

O índice destaca a boa posição portuguesa em vários índices, 20º na Educação, 17º em Segurança, 24º em governance, 22º em acesso a alimentação e habitação, 1º na proteção dos direitos políticos dos cidadãos, 7º em uso de telemóveis,  11º no acesso a educação básica, 12º no melhor rácio professores por aluno, TOP10 na mortalidade infantil, 18º em baixa emigração de profissionais qualificados, 3º na liberdade sentida pelos cidadãos para expressar a sua opinião política.

publicado por Miguel Carvalho às 13:44 | comentar | favorito
21
Out 10

Internet: crianças e jovens portugueses estão entre os menos expostos a riscos

Fonte Público (não encontro o relatório original)

 

Portugal é um dos países com menor incidência de riscos online para crianças e jovens, abaixo da média europeia (12%), segundo resultados do inquérito inédito a mais de 23 mil crianças e jovens europeus entre os 9 a 16 anos.

Apenas 7 por cento das crianças e jovens portugueses declarou já se ter deparado com riscos como pornografia, bullying, mensagens de cariz sexual, contacto com desconhecidos, encontros offline com contactos online, conteúdo potencialmente nocivo gerado por utilizadores e abuso de dados pessoais.

publicado por Miguel Carvalho às 12:19 | comentar | favorito
tags:
17
Set 10

Criminalidade violenta cai a pique

LUSA

A criminalidade violenta e grave diminuiu 10 por cento no primeiro semestre de 2010 relativamente ao período homólogo de 2009, segundo dados revelados hoje pelo presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo (OSCOT).

publicado por Miguel Carvalho às 14:53 | comentar | favorito
tags:
30
Ago 09

Lisboa, a capital mais segura da Europa

Quebro aqui a regra de só divulgar relatórios acabados de sair para aproveitar uma discussão com uma amiga que jurava a pés juntos que Lisboa era das cidades mais perigosas da Europa.

O UNICRI, a agência da ONU para investigação sobre o Crime e a Segurança, publicou um estudo em 2007 (dados recolhidos em 2005) sobre a segurança em várias cidades. Em vez de se basear em estatísticas, fez milhares de inquéritos perguntando se as pessoas tinham sofrido algum crime.

 

Entre todas as cidades europeias, Lisboa teve a taxa de vitimização (ter sido vítima de algum crime no último ano) mais baixa da Europa.

E não foi só graças a crimes como roubo de bicicletas (que obviamente não pode ser comparado entre cidades), mas crimes mais gerais. 4ª com menos assaltos a carros, um terço da média em roubo de motas, 1ª com menos assaltos a casas, 1ª com menos roubos (carteira, roupa, etc.), 3ª com menos carteiristas, 1ª com menos ameaças sexuais a mulheres, 2ª com menos ameaças físicas, 5ª com menos fraudes contra consumidores.

Em termos de corrupção, nomeadamente pedidos de subornos, Lisboa apesar de valores altos, está bastante abaixo da média, 1,1 face a 1,9.

 

O caso muda totalmente de figura - dando total razão a este blog - quando se deixa de perguntar sobre factos, e se passa a perguntar sobre receios e sobre suspeições. Aí, os Lisboetas saltam para o topo das listas, por exemplo em 4º lugar em receio de vir a ter a casa assaltada.

publicado por Miguel Carvalho às 22:00 | comentar | ver comentários (11) | favorito
tags: