27
Out 10

Portugal é o 26º país mais próspero do mundo

O Legatum Institute publicou o seu índice de prosperidade de 2010 (dados de 2008), onde Portugal fica em 26º a nível mundial, ficando log a seguir a Espanha e Itália (23º e 25º) e à frente da Coreia do Sul, Israel, Chile, Grécia, Hungria, etc.

O índice destaca a boa posição portuguesa em vários índices, 20º na Educação, 17º em Segurança, 24º em governance, 22º em acesso a alimentação e habitação, 1º na proteção dos direitos políticos dos cidadãos, 7º em uso de telemóveis,  11º no acesso a educação básica, 12º no melhor rácio professores por aluno, TOP10 na mortalidade infantil, 18º em baixa emigração de profissionais qualificados, 3º na liberdade sentida pelos cidadãos para expressar a sua opinião política.

publicado por Miguel Carvalho às 13:44 | comentar | favorito
21
Set 10

Portugal em primeiro no rácio professor/aluno no secundário

Eurostat (dados de 2008):

Bem sei que o senso comum diz o contrário, mas a verdade é que Portugal tem dos melhores rácios professor por aluno de toda a União Europeia. O Eurostat não apresenta valores médios europeus, mas podemos ver a localização de Portugal no ranking.

No primeiro e segundo ciclo do básico há apenas 6 países com melhores rácios, e há apenas 3 com turmas mais pequenas que Portugal.

No terceiro ciclo há apenas dois países com melhores rácios.

No ensino secundário não um único país (mesmo contando com Islândia, Noruega, EUA, Japão, etc.) que esteja melhor que Portugal, em termos de professores por aluno.

publicado por Miguel Carvalho às 12:20 | comentar | ver comentários (2) | favorito

Portugal com o sexto maior nível de educação esperado na UE

Eurostat:

A school expectancy mede o número de anos que se espera que uma criança (antes de entrar na primária) venha a ter de educação ao longo da sua vida. Este valor é de 17,3 anos na UE (dados de 2008), ou seja uma criança média na Europa deverá ter 17,3 anos de educação na sua vida. Este valor é contudo mais alto em Portugal, nomeadamente 18,4, apenas ultrapassado pelos escandinavos, Bélgica e Eslovénia, e ficando com mais 2,0 anos que a França, 1,9 que o Reino Unido, 1,8 que a Áustria, etc

Portugal tendo um dos níveis mais baixos de educação da Europa, não está apenas a recuperar terreno mas a preparar-se para ultrapassar a média europeia.

publicado por Miguel Carvalho às 11:22 | comentar | favorito
13
Set 10

Portugueses são os oitavos melhores a falar inglês no mundo

A ETS, a maior organização mundial de testes de apetências, responsável pelos famosos exames TOEFL e GRE, publica todos os anos um resumo dos resultados obtidos em todo o mundo. O TOEFL é dos exames de inglês mais famosos no mundo inteiro, sendo que existem centros de exame na grande maioria dos países.

Nos resultados de 2009, na linha dos anos anteriores, os portugueses que fizeram o teste ficam numa das melhores posições de todo o mundo, um oitavo lugar (descontando os países onde inglês é língua oficial obviamente) com uma média de 96 pontos num máximo de 120. Apenas três países ficam claramente acima de Portugal, Holanda com 101, Dinamarca com 100 e Luxemburgo com 99, sendo que outros 4 têm apenas mais um ponto. Os alemães ficam empatados com Portugal, e os islandeses atrás. Franceses, italianos e espanhóis ficam a larga distância, todos com menos 8 pontos.

Se descontarmos os países germânicos - cujos habitantes têm maiores facilidades, devido à semelhança da língua  - Portugal fica em segundo a nível mundial, apenas ultrapassado pela Finlândia.

publicado por Miguel Carvalho às 14:31 | comentar | favorito
10
Set 10

Portugal dá salto na educação de adultos

O Eurostat compara hoje o número de adultos que seguem algum tipo de formação, indicando os valores de 2003 e 2009. Portugal mais que duplica este resultado, passando para 6,5% de adultos que dizem terem tido formação nas quatro semanas anteriores ao inquérito. Apenas a Espanha e o Luxemburgo conseguiram mais que duplicar o valor de 2003, tal como Portugal.

publicado por Miguel Carvalho às 11:57 | comentar | favorito
08
Set 10

Desemprego entre licenciados cai fortemente durante a crise, contrariando a tendência na OCDE

A OCDE destaca a evolução do desemprego entre licenciados em Portugal de 2008 para 2009 como sendo a melhor entre todos os países desenvolvidos. Enquanto o desemprego subia 1.71pp entre licenciados na OCDE, em Portugal este valor caiu 3,44pp. Em segundo lugar, a longa distância de Portugal vem a Eslováquia com 0,79pp. No extremo oposto temos a Islândia e a Espanha onde o desemprego galgou 8,52pp e 6,07pp respectivamente.

publicado por Miguel Carvalho às 10:58 | comentar | favorito
16
Jul 10

Maior redução do abandono escolar em toda a Europa

TSF

Segundo o Eurostat, o abandono escolar precoce em Portugal era de 46,6 pontos percentuais em 1998, passando para 41,2 em 2003, 38,8 em 2005, 39,1 em 2006, 36,9 em 2007 e 35,4 em 2008. O abandono escolar desceu assim quase 13,7 pontos percentuais em dez anos em Portugal, sendo mesmo a redução mais acentuada em toda a União Europeia.

 

publicado por Miguel Carvalho às 00:24 | comentar | ver comentários (2) | favorito
01
Jun 10

Portugal, primeiro no mundo a nível de doutoramentos?

Não há números para todos os países do mundo, apenas para os mais desenvolvidos (OCDE), mas entre estes Portugal fica destacadíssimo em primeiro lugar no que toca à percentagem de jovens que concluiram doutoramento em 2007. Sendo difícil de acreditar que haja países fora da OCDE com melhor desempenho, parece seguro afirmar que Portugal é o campeão mundial de jovens doutorados.

Segundo dados da OCDE 3,7% dos jovens* em Portugal são doutorados. Em segundo lugar temos a Suiça com 3,3, a média da UE (apenas os 19 que pertencem à OCDE, logo os mais desenvolvidos) está nos 1,9%, e entre os países desenvolvidos é de 1,5. EUA, Itália e Espanha têm 1,5%, 1,3% e 0,9% respectivamente.

As notícias boas não ficam por aqui, Portugal onde há mais mulheres relativamente ao número de homens a acabar o doutoramento. Elas 61,2% do total contra uma média de 44,3%.

 

 

*o link não é claro sobre que grupo é feito a análise, apenas refere "% of the relevant cohort"

publicado por Miguel Carvalho às 11:25 | comentar | favorito
17
Jan 10

Licenciados portugueses ganham mais que os licenciados espanhóis

Ainda a propósito do relatório do Eurostat do post anterior, temos uma comparação entre o salário bruto entre os países europeus consoante o grau de educação em 2006.

Quando comparamos os salários dos trabalhadores com educação superior, vemos que os portugueses não só ficam obviamente à frente de todos os países mais pobres da UE27, como ultrapassam os malteses, os checos, os eslovenos, os gregos e até os espanhóis, ficando assim a meio da tabela de toda a UE27.

Portugal é ainda dos países onde o salário depende mais da educação, sendo assim dos países europeus onde mais compensa estudar. Este facto não se comprova só através da comparançaõ dos salários médios consoante a educação, mas olhando para a probabilidade de se ter um salário baixo (abaixo de 2/3 da mediana). Os licenciados portugueses são os terceiros com menor probabilidade de vir auferir um salário baixo, entre os 27.

publicado por Miguel Carvalho às 11:23 | comentar | ver comentários (9) | favorito
26
Nov 09

Portugal com subidas muito acima da média na Educação

Um relatório da Comissão Europeia citado pelo Público, quantifica as melhorias no sistema educacional português relativamente à média europeia.

Enquanto a taxa de crianças na educação pré-escolar subiu 5pp em média, em Portugal subiu 8pp. 

A taxa de abandono escolar na população dos 18 aos 24, baixou 3pp na UE27 mas desceu 8pp em Portugal.

Taxa de pessoas com ensino superior sobe 9pp em média, e 10pp em Portugal.

 

publicado por Miguel Carvalho às 15:02 | comentar | favorito