Défice da balança comercial diminui em 1700 milhões de euros, exportações crescem 17,5%

Fonte INE

No período de Maio a Julho de 2009, as saídas de bens registaram face ao período homólogo (Maio a Julho de 2008) uma redução de 22,4% e as entradas de 24,9%, determinando um desagravamento do défice da balança comercial em 1 716,7 milhões de euros.

O saldo entre exportações e importações para países fora da UE, embora ainda negativo, reduziu-se para bem menos de metade face ao período homólogo, de -1969 para -748 milhões de euros. Se descontarmos os combustíveis, Portugal atinje assim um superavit na balança comercial com países terceiros, algo que não ocorria o ano passado.

De salientar que as exportações totais tiveram um crescimento mensal de 17,5%, enquanto as importações apenas cresceram 5,2%.

 

publicado por Miguel Carvalho às 23:49 | comentar | favorito