23
Jan 14
23
Jan 14

Portugal com a maior queda do peso da dívida pública

Eurostat:

No fim do terceiro trimestre de 2013 (os dados mais recentes), Portugal era o país de toda a UE onde o peso da dívida pública em percentagem do PIB mais descia. Como diz o Eurostat:

 

The largest decreases were recorded in Portugal (-2.6 pp), Finland (-2.5 pp), Belgium (-1.5 pp), Germany (-1.4 pp) and Hungary (-1.3 pp).

 

E importante notar que Portugal é uma excepção nos países com contextos semelhantes: o Chipre, a Grécia e a Espanha estão do lado dos que mais aumentaram a dívida, enquanto Itália e Irlanda estão na média.

 

publicado por Miguel Carvalho às 16:27 | comentar | ver comentários (1) | favorito
08
Jan 14

Comércio português com a maior subida na Europa

Eurostat:

O destaque do Eurostat diz tudo:

 

Among the Member States for which data are available, total retail trade rose in nineteen and fell in Malta (-2.1%) and Romania (-0.3%). The highest increases were registered in Portugal (+3.1%), Luxembourg (+2.3%), France (+2.1%), Spain and Poland (both +1.9%).

 

E é importante acrescentar que não é apenas uma subida mensal. Comparando com Novembro do ano anterior, Portugal sobe 3,1%. A Ue apenas sobe 1,2%.

publicado por Miguel Carvalho às 16:40 | comentar | favorito
tags:
08
Jan 14

Desemprego com a quarta maior queda na Europa

Eurostat:

Os dados de Novembro do desemprego (ajustado de sazonalidade) mostram que este cai há 9 meses consecutivos, diz o Eurostat, e a imprensa reproduziu-o e bem. Mas há algo ainda mais incrível. Portugal teve a quarta maior queda de desemprego na Europa, comparando com Outubro do ano anterior, uma queda de 1,5 pontos percentuais, apenas atrás dos 1,7 da Lituânia. Mais impressionante fica este feito, quando se acrescenta o contexto dos outros países envolvidos na crise do Euro; é que Itália, Chipre e Grécia estão no extremo oposto, foram os 3 países onde o desemprego mais subiu.

Ou seja Portugal não só tem um excelente resultado, como contraria a tendência da maioria dos países envolvidos na crise (Espanha piorou, Irlanda melhorou).

publicado por Miguel Carvalho às 16:28 | comentar | favorito