25
Out 11
25
Out 11

Primárias portuguesas são as quintas com mais professores por aluno

Eurostat

 

Os alunos das escolas pré-primárias e primárias portuguesas tiveram direito a um rácio de apenas 11,3 alunos por professor em 2009. Este foi o quinto melhor valor na Europa, onde a média foi de 14,5. O melhor valor acontece em Malta com 9,4 e o pior no Reino Unido com 19,9.

Portugal teve também das melhores evoluções da penetração das escolas pré-primárias. Em 2000 foram 79%, mas em 2009 eram já 88% as crianças com idade pré-escolar que estavam inscritos em pré-primárias, quando o salto foi de 6pp na média.

publicado por Miguel Carvalho às 11:40 | comentar | favorito
21
Out 11
21
Out 11

E agora, totalmente diferente, futebol: campeonato português, o quinto da Europa

Ranking UEFA (link não é fixo)

 

O Ranking da UEFA compara os vários países, usando o desempenho dos seus clubes nas competições europeias. É com base neste ranking que são decididos quantos clubes jogam na Europa, quem são os cabeça-de-série, etc.

Depois das vitórias de Benfica e Sporting esta semana, Portugal ultrapassou a França, sendo agora considerado o quinto melhor país europeu em termos de clubes.

 

1. Inglaterra

2. Espanha

3. Alemanha

4. Itália

5. Portugal

6. França

7. Rússia

8. Ucrânia

9. Holanda

10. Grécia

 

O Porto é agora o 7º, e o Benfica o 14º, melhor clube europeu.

publicado por Miguel Carvalho às 11:26 | comentar | favorito
tags:
19
Out 11
19
Out 11

Construção portuguesa com maior subida na Europa

Eurostat:

Primeiro parágrafo depois da introdução:

Among the Member States for which data are available for August 2011, construction output rose in five, remained stable in the Czech Republic and decreased in seven. The highest increases were registered in Portugal (+7.6%), France (+3.2%) and Hungary (+1.5%), and the largest decreases in Slovenia (-6.6%), Romania (-4.5%) and Slovakia (-2.3%).

 

Alguns títulos na imprensa:

Construção recupera na UE e Portugal apenas alivia queda‎

Produção na construção sobe 2,5% na Zona Euro

publicado por Miguel Carvalho às 15:02 | comentar | favorito
12
Out 11

E outra vez, taxa de cobertura recorde

INE:

As exportações voltaram a dar um salto, mais 13,9% no trimestre Junho-Agosto 2011 face ao homólogo.

O défice da balança comercial voltou a diminuir, são agora menos 2 mil milhões de défice.

A taxa de cobertura das importações pelas exportações, chega de novo a um máximo histórico (pelo menos dos últimos 18 anos): 75,7%!

publicado por Miguel Carvalho às 17:56 | comentar | ver comentários (6) | favorito
12
Out 11

Indústria portuguesa é a que mais cresce na Europa... e a milhas do segundo

Eurostat

 

Dos primeiros paragráfos do relatório do Eurostat sobre o estado da indústria na Europa:

 

In August 2011 compared with July 2011, production of capital goods grew by 2.1% in the euro area and by 1.6% in the EU27. Intermediate goods rose by 1.7% and 1.4% respectively. Non-durable consumer goods increased by 1.1% in the euro-area and by 0.7% in the EU27. Production of energy remained stable in the euro area and gained 0.3% in the EU27. Durable consumer goods remained stable in both zones.
Among the Member States for which data are available, industrial production rose in twelve and fell in ten. The largest increases were registered in Portugal (+8.2%), Ireland (+4.4%) and Italy (+4.3%), and the highest decreases in Denmark (-3.0%), Sweden (-2.7%) and Bulgaria (-2.1%).


publicado por Miguel Carvalho às 15:46 | comentar | favorito
06
Out 11

Lisboa, a grande cidade mais segura do mundo

ONU

 

Os dados oficiais sobre crimes são muitas vezes vistos, e bem, com desconfiança. Quantos assaltos, roubos a casa, até violações, não são declaradas à polícia todos os anos? Por isto há essencialmente dois tipos de dados sobre crimes a que eu costumo dar atenção: taxas de vitimização (inquéritos feitos aleatoriamente onde se pergunta se uma pessoa foi vítima de algum crime, não se põe portanto o problema de não haver declaração) e dados oficiais sobre homicídios porque, salvo raríssimas excepções, os homicídios são sempre declarados à polícia, dada a sua natureza.

No primeiro caso, Lisboa tem excelentes resultados tendo a menor taxa de vitimização na Europa, como já escrevi aqui.

 

Para o segundo caso, saíram há dias dados da ONU no seu Global Study on Homicide. A ONU pega na maior cidade de 112 países diferentes, e calcula a taxa de homicídios (número homicídios por número de cidadãos). Lisboa tem a taxa mais baixa de todo o mundo! E está lá Tóquio, Oslo, Helsínquia, Amesterdão, Berlim, Auckland, Toronto etc. e todas essas cidades que julgaríamos mais seguras que Lisboa.

 

Portugal no seu todo também se safa bastante bem. Com uma taxa de 1,2 homicídios por cada 100 mil habitantes, fica melhor que Canadá, Chile, Finlândia,Bélgica, França, Luxemburgo, Nova Zelândia, etc. e empata com Irlanda, Reino Unido e Austrália.

 

publicado por Miguel Carvalho às 15:04 | comentar | favorito
tags:
06
Out 11

Vendas do comércio português contrariam descida europeia

Eurostat

Enquanto o volume de comércio a retalho diminui 0,3% na Zona Euro, e 0,2% na União Europeia, Portugal foi dos poucos países onde houve um crescimento. De Julho para Agosto houve um aumento de 0,8% nas vendas do comércio português, sendo já o terceiro mês consecutivo onde Portugal tem um crescimento acima da média europeia.

publicado por Miguel Carvalho às 14:42 | comentar | ver comentários (1) | favorito
tags: