04
Nov 10

Portugal foi o país da UE que mais subiu no Índice de Desenvolvimento Humano

A ONU publicou hoje um dos dados estatísticos mais importantes, o Índice de Desenvolvimento Humano. Para lá do nível do PIB per capita, esta medida pretende medir o desenvolvimento de cada país, tendo em consideração não só variáveis económicas, mas também sociais como Educação e Saúde.

Entre os 42 países que o relatório considera como tendo um nível de desenvolvimento muito alto, houve apenas 4 países que subiram mais no índice de 2009 para 2010. Se compararmos com 2005 para verificar uma tendência de maior prazo, Portugal volta a ficar em 5º lugar dos mais sobem.

Se o termo de comparação for a UE, então Portugal é (ao lado da Polónia) o país que mais sobe de 2009 para 2010. Nos últimos 5 anos, apenas a Roménia teve uma melhoria melhor.

 

Nota: os media estão a fazer passar a mensagem oposta, por exemplo a RTP diz que "Portugal volta a cair no ranking". Ora, não se pode comparar batatas com feijões: o índice deste ano foi calculado de um modo diferente do que o de 2009. O ano passado mediu-se batatas, e este ano achou-se melhor medir feijões. Para se poder fazer uma comparação, a ONU providencia os valores do índice dos anos anteriores se este tivesse sido calculado do mesmo modo. E é comparando feijões com feijões que eu escrevi o post acima.

 

Adenda: foi a LUSA que fez a comparação errada, e já se retraiu.

publicado por Miguel Carvalho às 17:30 | comentar | ver comentários (5) | favorito

Aumenta número de empresas com página online

INE:

Há um ano eram 47%, segundo o relatório de hoje são já 52% as empresas (com mais de 9 de trabalhadores) a terem uma página online. Subiu também o uso de e-mail, o número de ligações de banda larga (já atinge 83% do total), e a utilização de computador já ultrapassa os 97%.

publicado por Miguel Carvalho às 13:33 | comentar | favorito
04
Nov 10

Portugal sobe duas posições na Facilidade de Fazer Negócios

O índice Doing Business do Banco Mundial saiu hoje, e Portugal sobe 2 lugares para o 31º a nível mundial. Fica assim imediatamente a seguir à Holanda, e acima da Áustria, Eslovénia, Luxemburgo, Espanha, República Checa, Itália, Grécia, etc. Destaque na subida de 20 lugares na facilidade de registar propriedade e 5 no pagamento de impostos.

publicado por Miguel Carvalho às 10:21 | comentar | favorito