Famílias poupam mais

Portugal tem normalmente um problema de falta de poupança, de modo que o último relatório do INE sobre o tema é uma boa notícia.

 

 

No ano acabado no 2º trimestre de 2009, a taxa de poupança das Famílias (...) apresentou um aumento de 1,6 pontos percentuais para 8,6% relativamente ao ano acabado no trimestre anterior. Esta evolução, em conjunto com redução da necessidade de financiamento do conjunto dos sectores das sociedades (Financeiras e Não-financeiras) (...) resultando numa redução da necessidade de financiamento externo da economia, de 10,4% para 9,3% do PIB.

 

publicado por Miguel Carvalho às 15:42 | comentar | favorito